Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

zonaDINAmica

Clube Oficial de Fãs da Cantora e Compositora Dina.

Dia Mundial da Poesia

21514614_ymzEh.jpeg

Dina, mesmo sendo autodidacta, criou duas maneiras de composição. Grande parte das suas canções nasceram primeiro pela música, que Dina apresentava a autores para ser feita a letra, a partir de palavras/frases soltas no meio do instrumental da sua guitarra e da melodia em scat singing ("cantar vocalizando tanto sem palavras, quanto com palavras sem sentido e sílabas"). Outra faceta da sua composição era musicar Poemas.

 

Dina musicou Poemas, entre outros, de Fernando Pessoa, António Gedeão, Rosa Lobato de Faria e José Gomes Ferreira.

 

DINA_postal_musical_arquitecto8.jpg

 

É um Poema deste último que apresentamos hoje. "Arquitecto" foi musicado e gravado por Dina e consta no CD de originais Sentidos de 1997, álbum este que foi reeditado em 2013, na Colecção «Vozes do Coração» nº 19 do jornal Correio da Manhã.

 

"Arquitecto" é um tema intenso e despido de artifícios. Unicamente Dina, a dedilhar a sua guitarra com a sua voz melodiosa e timbre característico.

 

Infelizmente, continuamos a atravessar uma apertada censura (mais do que antes da "Liberdade", conquistada aparentemente em 1974!) que assassina o que é diferente e inovação. Neste século XXI Dina foi proibida de editar álbuns de originais - apesar de as cinco décadas de canções de Dina ter sempre sido uma autêntica pista de obstáculos! - mesmo tendo imenso material, só por ser Mulher e dar voz a quem a não tem. A política da "máquina" (editoras, rádios, industria discográfica, etc. ) assassinaram uma GRANDE MULHER, uma Cantora e Compositora portuguesa, com Alma, Coração e vontade de Viver, que deixa uma enorme lacuna na Música Portuguesa... E, como estamos em Portugal, com a sua liberdade podre e despotismo, a culpa morre sempre solteira! Da sua Visão, filantropia e trato maternal, ficam também Saudades Eternas.

 

- Vídeo:

 

- Áudio: