Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

zonaDINAmica

Clube Oficial de Fãs da Cantora e Compositora Dina.

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. Tempo!

Amor d'Água Fresca inspira-nos... TEMPO! - E isto nos faz recordar «está na hora de mostrar quem sou» de outra canção de Dina: Dinamite

 

 SÃO HORAS DE FRUTA! 

asafds.jpg

 

Cada fruta tem a sua época, estação, é sazonal.

 

O propósito de hoje é dar nova vida a um relógio de parede que esteja arrumado, dando-lhe nova vida ao corresponder à cada hora uma fruta, isto é, substituir o número correspondente à hora por uma fruta do vosso agrado, servindo-se de inspiração na letra de Rosa Lobato de Faria nas quatro versões linguísticas oficiais de Amor d'Água Fresca. As frutas podem ser pintadas em tecido, feitas com missangas, em papel (origami,...), etc.. 

 

Da próxima vez que lhe perguntarem a hora, em vez de responder um número, responda com o nome de uma fruta.

 

>>> Bónus: Este tema também nos faz recordar, nesta era do Multiverso, «e só quero estar onde estás» de outra canção de Dina: Estar Onde Estás.

kjhg.jpg

 

Dina Veste-se de Carregal do Sal nos Festivais da Canção

Heráldica de Carregal do Sal:

Armas: de negro com um cacho de uvas de púrpura, folhado e troncado de ouro. Em chefe, duas romãs de ouro folhadas e troncadas do mesmo e abertas de vermelho. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco com os dizeres «Vila de Carregal do Sal» a negro.

Bandeira: esquartelada de amarelo e de púrpura. Cordões e borlas de ouro e púrpura. Haste e lança douradas.

carregal do sal1.gif

carregal do sal2.jpg

 

orgulho carregalense de Dina esteve sempre presente nos grandes momentos da cantora e compositora, que elevou o nome de Carregal do Sal e de Portugal, numa relação directa entre o seu vestuário e a sua terra natal, no que a cores e símbolos diz respeito. Caso para dizer que Dina não só carrega Carregal do Sal como se veste de Carregal do Sal, como veremos a continuação.

 

- Um grande cacho de uvas de púrpura era ostentado por Dina na grande noite do Eurofestival 1992, na Suécia:

 

- No Festival da Canção 1992, a icónica blusa com as cores e as formas das frutas que aromatizavam a canção "Amor d'Água Fresca", delicadamente pintada a mão pelo José Manuel Costa Reis - mais do que uma peça de artesanato, trata-se de uma obra de arte sobre tecido! - onde ficou sempre destacada, enquanto Dina tocava a guitarra, uma das duas romãs de ouro folhadas e troncadas do mesmo e abertas de vermelho:

 

- Amarelo negro, cores presentes na bandeira de Carregal do Sal na semifinal do Festival da Canção 1992:

 

- O Festival de 1982 escolheu duas das três canções de Dina enviadas pela editora discográfica, nas vésperas do lançamento do seu primeiro Lp, Dinamite. Tanto em Gosto do Teu Gosto (que chegou a estar em primeiro lugar nas votações do júri!) como Em Segredo, a cidade natal de Dina esteve presente com o vermelho da romã e o negro no primerio caso e  o negro branco no segundo:

 

- Para a final do Festival da Canção de 1980, Dina vestiu-se elegantemente de ouro e púrpura, as cores da sua terra natal, Carregal do Sal, para se apresentar e dar a conhecer o seu trabalho ao grande público do seu País, interpretando a extraordinária balada Guardado em Mim, canção com música da sua autoria:

 

- Vídeo de Dina a interpretar  Carregal do Sal   ao vivo, em 2009, acompanhada pelo Miguel Castro:

 

- Áudio:

 

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. Rebrote!

Amor d'Água Fresca inspira-nos... REBROTE! - E isto nos faz recordar «saudade de ser outra vez» de outra canção de Dina: Voar Outra Vez.

 RESTOS DE FRUTAS E VEGETAIS = NOVA PLANTA! 

7659-730x489.webp

 

A definição de rebrote é “voltar a crescer, deixar que cresça de novo”, isto é, obter um novo cultivo a partir de caules, raízes e outros restos de verduras, legumes e frutas, minimizando o desperdiço de alimentos. A origem da nova planta não está numa semente, mas em partes da planta-mãe.

Várias são as Páginas com esta matéria, ficam aqui dois exemplos: 1 e 2.

Definições importantes neste "universo":
- Germinados: A semente se activa. O embrião incha e rompe a cobertura da semente;
- Brote: A primeira secção da planta emerge, que desenvolverá o caule, a gema e as primeiras folhas;
- Microplanta ou microgreens: É a planta antes da maturidade, os seus nutrientes encontram-se de forma concentrada e contêm mais clorofila que os germinados. Outra diferença com aqueles é que os germinados crescem em água e as microplantas em terra.

"Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma” (Lavoisier).

 

>>> Saber mais sobre germinados e brotes: Exemplo. Saber mais sobre microplantas: Exemplo - Reutilize o que tem em casa, não há necessidade de gastar dinheiro, o objectivo é precisamente o oposto!

 

>>> Bónus: Este tema também nos faz recordar «renascer» de outra canção de Dina: Aqui e Agora.

 

1-820x380.jpg

 

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. A Canção ao Longo do Tempo

234567.jpg

Não obtendo a vissiblidade desejada com o seu álbum Aqui e Agora (1991), Dina decide concorrer ao Festival RTP da Canção 1992. Vontade que deu os seus fruto, como já foi aqui desenvolvivo, devido ao arrojo e originalidade de Amor d'Água Fresca, com música de Dina e letra de Rosa Lobato de Faria.

 

Para encerrar esta efeméride comemorativa dos 25 anos de Amor d'Água de Fresca, vamos ficar a saber o que aconteceu de 1992 até ao momento com esta canção, que deu nas vistas, agradecendo a Dina e a Rosa Lobato de Faria pela sua criação.

 

» Em 2017, antes da primeira vitória de Portugal na Eurovisão, Dina apresenta uma versão da sua canção que representou Portugal em 1992, para uma campanha publicitária dos supermercados Minipreço:

 

» No ano em que o canal de televisão SIC nasceu (foi em 1992), ouvia-se uma canção com futuro... Sim, a tal da fruta(!), que comprova o enorme sucesso que Amor d'Água Fresca teve nesse ano. Dina teve honras de abertura da SIC em Festa em 2013:

» Aquando do evento Noite das Estrelas - 45 Anos de Festival da Canção, a 23 de Novembro de 2009 no Teatro Tivoli (a receita de bilheteira revertia a favor da Casa do Artista), Sebastião Sousa entrega uma recordação da efeméride à Dina, após esta ter recordado a canção que venceu o mesmo festival em 1992 e que se viria a tornar intemporal (mais fotos):

dina_gala Festival cancao2+++.jpg

ne09_entregalembranca.JPG

» A 15 de Maio de 2010 Dina é a convidada de honra da 2ª edição do Festival Alternativo da Canção (ideia e organização do radialista Fernando Alvim), onde, para além de integrar o júri de apreciação das 12 canções concorrentes, interpreta o imortal "Amor d'Água Fresca" (mais fotos):

Dina_3.jpg

» Em 2010 Dina é a convidada musical da Convenção Anual de Vendas da Sociedade Central Cervejas e Bebidas, onde brindou os presentes com uma versão deste clássico, adaptado à bebida Luso de Frutas:

 

» No Festival RTP da Canção 2010, houve uma sentida Homenagem à Escritora (em várias categorias) e Actriz Rosa Lobato de Faria, letrista de várias músicas de Dina, falecida a 02 de Fevereiro desse mesmo ano, vítima de uma anemia, aos 77 anos (no vídeo, as quatro (4) canções que a Rosa escreveu e que arrecadaram a vitória no Festival da Canção):

 

456765.jpg

 

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. Diversidade!

Amor d'Água Fresca inspira-nos... DIVERSIDADE! - E isto nos faz recordar «e e tudo o que se vai descobrindo é bem-vindo» de outra canção de Dina: Deixa Lá.

 OS BENEFÍCIOS DA DIVERSIDADE COLORIDA DAS FRUTAS 

diversidade_1a.jpg

A riqueza está na diversidade. Para uma melhor saúde há que ter uma alimentação natural e diversificada, descobrir novos sabores e dimuir ou deixar outros por terem muitos químicos (não são 'alimentos')

Nas frutas existem uma enorme variedade de fitonutrientes, estando estes associados, curiosamente, à cor da fruta. Para saber mais: Exemplo 1, exemplo 2, exemplo 3.

Até existe uma tabela periódica de (sumos de ) fruta - para saber a que corresponde os símbolos e mais informação clicar aqui.

The-Nutrition-.png

Para "assimilar" conhecimentos, nada como dar cor à matéria dada:

84d59d4e67.jpg

Nota: O mês de Junho é a nível Mundial o mês dedicado à causa LGBTI+. Se tem interesse em saber os eventos a nível nacional, clique aqui.

 

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. Fermento!

Amor d'Água Fresca inspira-nos... FERMENTO! - E isto nos faz recordar «e cheira a pão / e é um gato manso que dá a mão» de outra canção de Dina: De Manhã.

 FERMENTO LÍQUIDO DE MASSA-MÃE... DE FRUTAS 

af1.jpg

Vamos aprender a fazer fermento líquido de massa-mãe para panificação com a água de levedura de frutas. A maioria das águas de levedura de frutas não afectará o sabor do pão. O sabor do pão feito com esta água é mais neutro do que o pão feito com fermento de massa, que é azedo e picante.

Criar água de levedura de frutas

> Precisa de:

- Fruta fresca não tratada (sem pesticidas, sem ceras, sem...) lavada e desinfectada – utilizar só a casca, se preferir. Pode optar por fruta em conserva/calda ou mesmo seca, como passas e ameixas.

- o dobro (ou até 4 vezes) do volume/peso de água sem cloro (o ideal é água mineral lisa) . Ex: para 1/2 chávena de fruta cortada utilizar uma chávena de água

- açúcar branco/mascavado (facultativo)

- garrafa / frasco de vidro (onde será feita a água de levedura)

Nota zDm: As frutas frescas mais adequadas são  bagos de uvas e mirtilos (partidos ao meio), maçãs, peras, ameixas, pêssegos e damascos.

 

> Método:

Coloque a fruta e a água em um recipiente alto, que ainda tenha um espaço livre razoável entre o limite da água e a tampa. Abrir o frasco pelo menos uma vez por dia e mantê-lo aberta durante 20 segundos antes de o fechar novamente. O dióxido de carbono que se acumula durante a fermentação da levedura tem de ser libertado, e o frasco tem de ser enchido com ar fresco. Agitar o frasco vigorosamente pelo menos uma vez por dia para evitar o crescimento de bolor na superfície. Neste processo a água tende a ficar um pouco turva, e aparecerão pequenas bolhas. Testar o nível de pH. Se registar o valor de 4 ou inferior, a água de levedura está pronta para uso. Caso contrário, continuar a libertação gás e agitar o frasco até atingir o nível de pH ideal. Se planeia conservar esta água, refresque com fruta a cada poucos dias e verifique os níveis de pH antes de usar. Use a água de levedura de fruta para criar a massa-mãe, com partes iguais de água e farinha.

aSFADSG.jpg

 

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. Tops Eurovisivos

POSTAL DINA_um amor de agua fresca.jpg

Esta canção após a vitória no Festival RTP da Canção, como já falamos, foi muito maltratada por alguns pseudo-jornalistas (sem formação em jornalismo, nem em música, nem como Pessoa sequer), que achavam que a letra não tinha qualquer sentido. Longe de ser a única canção cuja letra foi criticada, ainda hoje essa controversa sem sentido é lembrada. Para alguns, a papinha tem de ser toda feitinha e dada na boca. Para essas pessoas, lembro uma belíssima canção brasileira com letra em português de Fernando Brant e com música de Milton Nascimento, aqui na saudosa voz de Elis Regina - "Canção da América". Fazendo um paralelo entre estas duas canções, a dada altura a letra de Brant diz "Amigo é coisa p'ra se guardar / Do lado esquerdo do peito". Ora, para se conhecer quem é amigo há que primeiro experimentar - "trincar". - Porém, antes disso há que tomar a iniciativa de conhecer pessoas - "pegar". - Só desta forma se pode finalmente, a quem mereça, guardar do lado esquerdo do peito - "meter na cesta". - É este o encanto da complexidade do Amor, simplificado/descodificado nas três acções-chave pegar, trincar e (caso valha a pena) meter na cesta [no coração]. Esta descodificação também foi feita por um Sítio francês, que compreendeu bem a essência do Poema, já que enaltece a originalidade da canção e elogia o vocabulário novo atribuído ao tema mais recorrente das canções [o Amor]:

 

++dina92_elogio ao vocabulario.jpg

 

O 17º lugar e os 26 pontos conseguidos pela canção foram contestados. E ainda é considerado injusta a má classificação obtida, onde em vários TOPs do Youtube isso é espelhado, colocando "Amor d'Água Fresca" em melhores lugares, inclusive vários nos primeiros 10 lugares... E até no pódio do TOP3(!), chegando a rotular a canção como bonita e cativante ("cute" e "catchy"):

dina_tops1d.jpg

++dina92_TOP_8+.jpg

dina_tops1k.jpg

dina_tops1c.jpg

dina_tops1a.jpg

++dina92_TOP3_youtube_Agafya s Eurovision_2.jpg

++dina92_TOP_4.jpg

++dina92_TOP_7.jpg

++dina92_TOP_2.jpg

dina_tops1e.jpg

++dina92_TOP_9.jpg

dina_tops1b.jpg

dina_tops1j.jpg

 

O êxito pré-ESC referente à canção portuguesa por parte da Europa, que teve acesso ao videoclip que cortava com tudo o que já foi feito, assim como a versão "ecológica" em língua inglesa, murchou graças a vários desrespeitos por parte da RTP. Nesse ano de 1992 a delegação da RTP lembrou-se de proibir a participação das autoras e intérprete da canção (Dina e Rosa Lobato de Faria) no cocktail de boas-vindas na Suécia, ficando retidas no quarto de hotel. O que a RTP comunicou às restantes delegações, sobre a ausência das pessoas mais importantes de Portugal? Estavam assim tão famintos, com uma gula insaciável? Além disso, os planos de realização eram monótonas e repetitivos, sem diversificação, sem ritmo. O vestuário de Dina era completamente desadequado à canção, estando ela mais livre e solta com o que levou na final nacional da RTP, onde as cores azul-água e branco destacavam o tema da canção, assim como a blusa com frutas pintadas a mão pelo José Manuel Costa Reis. Ninguém da comitiva da RTP teve a amabilidade e o cavalheirismo de distribuir o merchandising que os amigos de Dina tiveram o trabalho de fazer para promoverem a canção de Dina. Teve de ser a própria Dina que, saco às costas, andou a distribuir o material promocional pelas outras delegações e intérpretes, o que foi muito mal visto pelas outras delegações. Ao longo da história do ESC, os nossos representantes são alheios às más classificações obtidas no ESC. A pontuação obtida por Portugal foi a seguinte:

 

++dina92_pontos recebidos.jpg

"Amor d'Água Fresca" é uma canção que desperta não só a boa disposição e energia, mas também todos os sentidos, é uma canção altamente sinestésica! Recordamos de seguida as actuações na semifinal e na final do Festival da Canção, assim como o videoclip e a passagem pelo ESC (da final e do 2º ensaio, que foi bilingue) desta canção autobiográfica da eterna Dina:

 

Imagens: Internet

 

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. Saúde! (2/2)

Amor d'Água Fresca inspira-nos... SAÚDE! - E isto nos faz recordar «por eu te recordar», de outra canção de Dina: Retrato.

7654.jpg

 SAÚDE MENTAL (cont.) 

Continuamos a desenvolver a temática de Saúde Mental, percorrendo, desta vez, algumas formas de prevenção e tratamento destas patologias, que fora de Portugal são respeitadas pelos méritos e provas que possuem. Recordamos que alguns dos tratamentos podem ser feitos em sua casa e a custo zero, ou então com o grupo de amigos e com o  mesmo custo.

 

 a) MUSICOTERAPIA 

... E isto nos faz recordar «qualquer música tem magia / há na música uma alegria», de outra canção de Dina: Há Sempre Música Entre Nós.

8765.jpg

A Musicoterapia envolve: Fazer música (compor), ouvir música, cantar, falar de letras de canções e/ou escreve-las

Pode inspirar-se na The Vegetable Orchestra of Viena e até criar alguns instrumentos musicais:

 

E já que o Tema que estamos abordar é a integração, importa salientar que mesmo a comunidade não ouvinte “ouve” Música, isto é, sente-a! O ouvinte – pessoa que não é surda, - tem de ter bons conhecimentos musicais e de Língua Gestual para poder fazer a tradução de uma canção para a Língua Gestual Portuguesa (LGP), transmitindo os sentimentos e a sonoridade da música de forma correcta e criativa e não espalhafatosa como se vê muitas vezes e que acabam por não ser entendidos nem pelos surdos nem por ouvintes. A Língua Gestual não é formada por gestos, mas sim códigos (linguísticos)! Um exemplo positivo é o do canal da actriz chilena Maria Siebald, que desde criança tem contacto com uma associação de surdos:

 

b) DANÇA MOVIMENTO TERAPIA 

... E isto nos faz recordar «roda, solta-te, vem pelo ar», de outra canção de Dina: Pássaro Doido.

76.jpg

Mente sã em corpo são. Algo essencial para a boa saúde é um sono reparador, para tal, nada como colocar de lado o sedentarismo e cansar-se com alguma actividade física, mesmo dentro de casa, se não puder sair; na internet há vários profissionais e sítios (a custo zero!). Ao fazer alguma actividade física está a acumular benefícios para outras patologias que possa ter (musculoesqueléticas, por exemplo). Estas actividades podem ser cardiovasculares (caminhar, nadar,..), de força e resistência muscular (subir escadas, levantar pesos,...), de flexibilidade (ioga, pilates,...) ou de coordenação (dançar,...), e basta só escolher o nível de intensidade que o seu corpo permita (suave, moderado ou intenso). Mantenha-se activo/activa!

>>> Bónus: ...Também nos faz recordar «vou dançar até não poder mais», de outra canção de Dina: Nem Mais.

 

 

 c) RISOTERAPIA 

... E isto nos faz recordar «risos doidos», de outra canção de Dina: Depois de Mim.

456.gif

Há movimentos salutares, como vimos. Acrescentamos, então os respiratórios, como é o caso do diafragmático, que se exercita em técnicas de canto ou “rindo às bandeiras despregadas”, para além de beneficiar o sistema imunológico e aliviar o stress. Ver uma boa comédia pode facilitar o riso espontâneo, nem que sejam só três gomos.

 

 d) CHOROTERAPIA 

... E isto nos faz recordar «os olhos rasos, rasos de água», de outra canção de Dina: Amar Sem Aviso.

E se a coisa vai de exteriorizar emoções, há que tê-los no sítio e, com coragem, chorar quando assim tem de ser, pois é um analgésico e calmante natural, para além de se poder considerar um ponto de ruptura com a causa que a originou e nos prepara para continuar o nosso caminho de uma forma mais leve... E até com um sorriso!

 

 d) OUTRAS TERAPIAS 

Estas dinâmicas de autocuidado incluem uma alimentação natural diversificada – a mediterrânica, – apanhar sol diariamente (15 minutos como mínimo), dormir bem e profundamente, assim como, obviamente, ‘carpe diem’, centrar-se e viver o Presente com pensamento positivo! Soma-se o auxílio de receber uma benéfica massagem ou automassagem, respirar lenta e profundamente, optar pelas relações pessoais saudáveis (afaste as tóxicas!), amar-se e aceitar-se tal e como é. Um animal de estimação ajuda na saúde mental, mesmo que seja o de um vizinho durante uns minutos. A jardinagem traz benefícios físicos e mentais e pode ser feita em espaços pequenos, como em vasos no interior de casa. Informe-se e aproveite actividades gratuítas (formativas, recreativas e desportivas) junto à sua casa, promovidas por IPSS, Juntas de Freguesia, etc..

Outros pilares de apoio para expressar emoções:

- Pintar, desenhar e colorir. Pode criar de raiz, no caso de colorir, ou utilizar os modelos da internet, imprimindo-os;

- Realizar poesia visual e caligramas;

- Escrever Prosa e/ou Poesia;

- Dramaterapia ou outras expressões de Arte (Arteterapia) do agrado.

 

-----------------------------------------------------------------------------------

URGE

lutar pelo

MÊS DA SAÚDE MENTAL

e por

PROFISSIONAIS QUALIFICADOS E DEDICADOS!

KWSAHQFYHNGR3IYQYTMMYB2O6E.jpg

 

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. Repasso pelo ESC

dina_final do esc.jpg

                 foto: Dina no final do Eurofestival

Continuamos a olhar o Eurovision Song Contest (ESC) de 1992, mas com um olhar mais abrangente, isto é, ver o que o envolve e aquilo que (também) é este grande certame da música europeia (para além da política), que chama a atenção em cada ano a milhões de pessoas pelo mundo fora, graças à internet:

a) Documentário dos bastidores do ESC 1992 (construção do palco e pormenores técnicos de realização):

b) Eurovision 1992 - "Uma Semana em Malmö" [ No minuto 22:36 parte final do primeiro ensaio de Dina com a sua banda e no minuto 1:28:26 Dina e a enormíssima comitiva portuguesa que a acompanhou (do grupo, faço menção ao Carlos do Carmo que representava a UPAV, a editora discográfica de Dina, e que também representou Portugal no mesmo certame no ano de 1976) a possarem para os fotógrafos enquanto cantam canções populares portuguesas, que, à semelhança de "Amor d'Água Fresca", têm sabor e aroma ("Ó Rama, Ó Que Linda Rama" e Alecrim aos Molhos"/"Alecrim Dourado") ]:

c) "Euroclub 1992" - o outro lado do ESC, onde está algo que poderia ser uma visão rocambolesco da nossa canção de Dina (era deste modo que queriam ver a Dina no palco???), para além da icónica canção das Doce, que representou Portugal justo 10 anos antes:

d) Os videoclips de todas as canções do ESC 1992:

 

e) O ESC 1992 na íntegra:

 

 

Amor d'Água Fresca - 30 Anos Depois. Saúde! (1/2)

Amor d'Água Fresca inspira-nos... SAÚDE! - E isto nos faz recordar «fazer-me à vida na certeza de vencer» de outra canção de Dina: Lençóis de Vento.

 SAÚDE MENTAL  

wertgfd.jpg

Estamos no mês de Maio, o mês da Saúde Mental… Nos Estados Unidos - na Europa não existe todo um mês dedicado a criar consciência e alertar para este flagelo, só uma "semana" que está a acabar.

Neste espaço de fãs zDm, já direccionamos anteriormente o foco para este tópico que está presente não só em Portugal, mas no Mundo inteiro. Mas se em vários países este problema de saúde é visto e tratado convenientemente, em Portugal assobia-se para o lado (sim, também nisto!), não se dá qualquer valor e, O QUE É MAIS GRAVE, ridiculariza-se e humilha-se, faz-se “humor” e se agride à estes doentes, à estas vítimas, sem nada acontecer em defesa das mesmas. O predador opta por um alvo fácil e predilecto: Quem está em situação frágil e vulnerável! - porque é que é sempre assim em TUDO? - E os doentes são pão comido para o cruel predador, que lhe dá gozo o trabalho fácil, a “canja”.

Há casos em que quem padece de alguma doença mental - e o leque das doenças mentais é bem amplo! - é assassinado literalmente ao lhe ser negado qualquer apoio e ajuda… Algo que, para esses criminosos inescrupulosos não sentirem culpa e a consciência pesadíssima, eles próprios denominam de que o assassinado a sangue frio ‘cometeu suicídio’. VÁ, O SUICÍDIO NÃO É MAIS DO QUE O RESULTADO DA INÉRCIA, DA INCOMPETÊNCIA, DO ÓDIO E DA MÁ FÉ DE QUEM ESTÁ NAS VÁRIAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS (estas são as que têm maior obrigação… E dinheiro, vindo dos nossos impostos, da União Europeia, etc.!), LOGO, ESTAMOS A FALAR DE ASSASSINATO À FRÁGEIS E VULNERÁVEIS POR PARTE DESSAS PESSOAS COM PODER (mas com poucas ou nenhumas competências e qualificações)! NÃO SEJAM ESTETICÍSTAS RASCAS DA LÍNGUA PORTUGUESA, RESPEITEM POR FAVOR! ASSUMAM AS CULPAS DAS VOSSAS ACÇÕES, OU DA FALTA DELAS, DE UMA VEZ POR TODAS, OU NÃO ESTAMOS EM DEMOCRACIA? Este comportamento de constante agressão está bem enraizado (não só no Público, infelizmente, já que os privados passaram também a ter a mania do "rei na barriga"!) e tornou-se obrigatório no meio, o que fez com que a população portuguesa se habituasse a ser maltratada... MAS NÃO DEVERÍAMOS DE ESTAR HABITUADOS A SER MALTRATADOS! NÃO DEVERÍAMOS SER CÚMPLICES DE ACTOS CRIMINOSOS! Para cúmulo, a saúde mental fragilizada da população portuguesa é provocada por estes actos vandálicos à pessoa humana, vinda ou não de instituições públicas! Em suma, o sector público é o autor de duplo/múltiplo homicídio: Cria e agrava problemas de saúde (não poucas vezes por negligência associada) por um lado e, pelo outro, recusa-se a tratá-las e a prestar auxílio… E, ‘per si’, recusar prestar auxílio já é condenável! - só na teoria, obviamente. - Como a Comunicação Social tem feito eco, na função pública existem pessoas com graves problemas mentais… Sem tratamento, como o Povo, o que, para além de criar e agravar problemas de saúde nos cidadãos que são obrigados a contactar com eles, coloco em risco a vida desses mesmos cidadãos!

Se as restantes áreas da Saúde (e ficamos só pela da Saúde) não estão bem, a da Saúde Mental fica muito aquém dos mínimos, sendo até uma boa oportunidade, mais do que nas outras doenças(?), para as indústrias farmacêuticas e médicos ganharem muito bom dinheiro. Há casos e casos de saúde, obviamente o sabemos e não estamos aqui a generalizar, mas em muitos casos (e a Comunicação Social já os tocou) os doentes são viciados à força em medicamentos (caros!) sem necessidade alguma (e sem resultado algum, também!), quando há outras formas que são reconhecidas mundialmente como válidas no tratamento e cura de várias patologias… e até podem ser feitas em casa e/ou no círculo de amigos quase a custo zero!

Dina teve um grande acidente em finais 2001, quando um carro desgovernado embateu fortemente no carro onde ela estava; bateu em cheio na Dina, ficando esta com várias fraturas (costelas, anca,...)! No longo período em que Dina esteve internada no hospital, e quando já era possível, não abandonou a guitarra - “à mão que dedilha não aconteceu nada”, brincava depois. - Com ajuda da guitarra não só animava as outras doentes que estavam na mesma enfermaria como compôs algumas músicas para a telenovela Sonhos Traídos (TVI).  [ Esse acidente trocou-lhe as voltas e, depois do recente enormíssimo sucesso da canção “Que é de Ti”, o trabalho de originais que estava quase todo gravado na altura acaba por ser substituído, em um estalar dedos, por uma compilação de músicas com o mesmo nome da anterior, de 1993 (Guardado em Mim), e houve todo o tempo do mundo para a Dina gravar todas as canções do zero!... ]

Tocar um instrumento é saudável e a voz/canto é o instrumento mais acessível, tornando-se quase que obrigatório ter de «LIBERTAR A VOZ» para se sentir alívio - "quem canta seus males espanta", até diz o nosso refraneiro popular, - assim como, sempre que seja possível, movimentar-se, «SOLTAR AS RÉDEAS» e «OUVIR A TERRA A PULSAR»! «QUERO SER DONA DE MIM», «VENCER O MEDO», «NÃO ME DEIXAR ABATER» e «VER NO MUNDO O MEU JARDIM». Todas as frases positivas atrás destacadas constam na canção Lençóis de Vento de Dina e que devem ser absorvidas e vividas pela população em geral, mas mais ainda pela população que tenha alguma doença, mental ou não.