Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

zonaDINAmica

Clube Oficial de Fãs da Cantora e Compositora Dina.

5 Anos Sem Dina - I

dina - amar sem aviso_ao vivo1980a.jpg

Dina partiu na noite de 11 de Abril de 2019, uma Quinta-feira, no Hospital Pulido Valente (Lisboa). Uma morte anunciada e premeditada.

 

Dina sofria de fibrose pulmonar idiopática (FPI) desde 2006, altura em que esta doença lhe foi diagnosticada. Fora o tempo até o diagnóstico final, a luta desigual de Dina contra este "Cavalo de Troia" foi de 13 anos, que a foi limitando e destruindo gradualmente. Curiosamente, a esperança de vida que é dada a quem tem esta patologia é de tão somente três curtos anos.

 

Entender a FPI

A fibrose pulmonar se relaciona com a disfunção ou reprogramação das células epiteliais alveolares, devido a cicatrização do tecido pulmonar, provocando o seu endurecimento e a perda da sua capacidade de elasticidade (que faz com que seja possível as trocas gasosas e que consigamos respirar), impossibilitando a chegada de oxigénio aos restantes órgãos o que leva a estes deixarem de funcionar, no estado mais avançado da doença. No momento do diagnóstico os pacientes podem estar já numa fase clínica moderada a até avançada da doença, devido aos tempos de espera - e são tão loucamente exagerados em Portugal! - para consultas, exames e afins, assim como a realização da necessária e imprescindível anamnese médica, que inclui a história pregressa (recolher informação sobre o passado do doente: Comorbidades, infecções, irradiação, medicamentos, etc.). 

 

Uma das causas que provocou, ou pelo menos contribuiu, à FPI em Dina poderia ser uma consequência do acidente de viação de Dina em 2001 (quando Dina ia para o estúdio para mais um dia de gravação de canções inéditas para o novo álbum, a ser lançado com data marcada), em que um carro descontrolado embateu na lateral do carro que ela conduzia, acertando em cheio na Dina, e que resultou em várias costelas partidas (para além da bacia, da anca,...). Seguramente os pulmões ficaram lesionados, o que levou à sua posterior cicatrização e endurecimento. Deste acidente se seguiram muitos meses de recuperação e já para o final até chegou a actuar de canadianas, tanto em concertos como na televisão (aqui estas ficavam atrás das câmaras). Foi ainda internada que Dina compôs as canções para a telenovela Sonhos Traídos (TVI, 2002).

 

Segundo a Fundação Portuguesa do Pulmão, as causas da FPI são:

- Exposição prolongada a contaminantes ou poeiras ocupacionais, com inalação de poeiras inorgânicas, como a sílica (pó de pedra) ou asbesto (amianto);
- Exposição a ambientes poluídos [vários são os pontos geográficos em que a poluição do ar em Portugal estão no amarelo e mesmo no vermelho];
- Tabagismo [tanto o passivo como o activo, acrescentamos, assim como o facto de haver liberdade para fumar no interior dos transportes públicos e respectivas estações e paragens, na entrada (BLOQUEANDO EVENTUAL SAÍDA DE EMERGÊNCIA!) de hospitais, tribunais, esquadras, repartições públicas, câmaras municipais, juntas de freguesia, clínicas, lojas e centros comerciais, garagens (e no interior!), bancos e um larguíssimo etcétera];
- Contacto com aves (pneumonite de hipersensibilidade), causa de fibrose pulmonar que é frequente nos criadores de pombos, periquitos e aves em geral. [o zonaDINAmica chama a atenção para a grande infestação de pombos não controlada que há nos meios urbanos e rurais];
- Uso de alguns medicamentos, como a amiodarona (tratamento de arritmias), nitrofurantuína (infecções urinárias), fenitoína (anticonvulsivo), antidepressivos e os medicamentos usados em quimioterapia [e, entre outros mais, Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), acrescentamos];
- Tratamentos de radioterapia;
- Doenças de autoimunidade, como a esclerodermia, artrite reumatoide, lupús e dermatomiosite;
- Infecções virais e bacterianas;
- Doença de refluxo gastroesofágico;
- Origem genética, como acontece com a fibrose pulmonar familiar.

 

O transplante pulmonar? - NUNCA aconteceu! Diariamente são noticiados casos semelhantes em Portugal sobre o difícil e longo tempo de espera para qualquer coisa na área da Saúde, mas nada é feito por quem de direito. Os erros continuam a repetir-se exaustivamente e o número de vítimas a aumentar galopantemente e a serem diagnosticadas as doenças já num estado avançado das mesmas.

 

Em Portugal não existe o Direito Fundamental de Viver - com dignidade, entenda-se, NÃO CONFUNDIR COM O DE SOBREVIVER, O DE IR “ANDANDO” ARRASTANDO A ASA DE QUALQUER MANEIRA, QUE É AQUILO QUE TODOS NÓS FAZEMOS DIARIAMENTE... E TOLERAMOS QUE ASSIM NOS (MAL)TRATEM!

 

»» 'POR EU TE RECORDAR' (canção "Retrato"):

Recordamos um artigo do Jornal Público dedicado à Dina: Morreu Dina, uma pioneira da canção pop.

 

Dina e a sua Música estão sempre entre nós e em nósBem-Haja, Dina, por teres existido e nos teres agraciado com a tua Humanidade, a tua voz e as tuas canções! Continuas a inspirar-nos!

 

Dina ao vivo na Fnac - "Há Sempre Música Entre Nós"